segunda-feira, 15 de agosto de 2011


Eu já quis ser freira, astronauta, dentista, jornalista, e mais um milhão de coisas. Eu não me importo com o que você vai pensar de mim. Eu não me importo com o que você vai falar de mim. Eu só me importo em viver a minha vida do jeito que eu quero que ela seja, sem olhar pra trás e me arrepender do que eu não fiz e quem quiser ficar do meu lado é bem-vindo. Dispenso opiniões de quem não me quer bem. Eu me amo, apesar de as vezes esquecer um pouquinho disso. E igual a você, e todo mundo, eu só quero ser feliz.

Os seus olhos se encontravam cheios de lágrimas, ela não sabia como ainda conseguia chorar, seu corpo não tinha mais água, não tinha mas coração, não tinha mais nada que fizesse ela ficar de pé, ela apenas não sentia, apenas vegetava em suas lágrimas. Ali restava apenas um sentimento de falta, uma dor profunda, que apenas ela sabia como doía. Falta algo. Faltava o seu amor, faltava um coração, faltava um sorriso. É uma pena que nem todos conseguem ser felizes, nem todos conseguem sobreviver depois de uma queda, poucos e sortudos são os que conseguem levantar. Apenas os corajosos, os com garra que levantam sorrindo. E este não era o seu caso, ela apenas estava ali vivendo as consequências de uma vida de quem resolveu escolher o amor.

sábado, 13 de agosto de 2011


Eu já sofri por amor. Já mudei o meu jeito de ser pra tentar agradar algum menino enquanto estava perto dele. Eu já me tranquei no banheiro e começei a mexer no meu cabelo, ver outro modo de usá-lo, e até mesmo já cheguei a cortá-lo só pra chamar atenção daquele alguém ou por simplesmente estar cansada e querer mudar. Eu já passei o dia todo vestida de pijama. Eu fico sem graça quando recebo algum elogio. Eu já me apaixonei por um tremendo galinha. Eu sou muito, muito preguiçosa. Tenho um gênio forte. Não tenho paciência pra ensinar algo que aprendi sozinha. Já corri atrás de pessoas que poderiam ter feito o mesmo por mim, mas não fizeram. Já fui boba demais. Já me enganei demais. Já quebraram meu coração várias vezes. Mas eu sou maior que isso. Meu coração tá aqui, reconstruído. Pronto pra amar mais. Ele tá aqui, pronto pra ser entregue pra aquele alguém que vai saber cuidar dele melhor do que eu. .


sexta-feira, 12 de agosto de 2011


Porque hoje, tudo a machucava; as promessas machucavam, as mentiras machucavam, o amor a machucava. E amanhã, continuaria assim; seria apenas um dia como todos os outros; em que ela acordaria, e apenas respiraria, só por pura obrigação.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011


“Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera. Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é? A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas? A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera? E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.”

sábado, 6 de agosto de 2011


Aprendi que amores eternos podem acabar em uma noite, que grandes amigos podem se tornar grandes inimigos, que o amor sozinho não tem a força que imaginei, que ouvir os outros é o melhor remédio e o pior veneno, que a gente nunca conhece uma pessoa de verdade, afinal, gastamos uma vida inteira para conhecer a nós mesmos, que os poucos amigos que te apóiam na queda, são muito mais fortes do que os muitos que te empurram, que o "nunca mais" nunca se cumpre, que o "para sempre" sempre acaba, que minha família com suas mil diferenças, está sempre aqui quando eu preciso, que ainda não inventaram nada melhor do que colo de mãe desde que o mundo é mundo, que vou sempre me surpreender, seja com os outros ou comigo, que vou cair e levantar milhões de vezes, e ainda não vou ter aprendido tudo.

De um jeito ou de outro, sigo bem. Com cabeça erguida, peito estufado e sempre adiante, porque a vida não pára. Levo comigo algumas feridas, decepções, traumas, muito aprendizado, amadurecimento e várias lições de moral. Sigo confiante para a próxima, porque sim, terão vários outros momentos ruins. E em alguns deles eu vou pensar que não dá mais pra aguentar, mas eu sei que sempre vou me erguer novamente e prosseguir, como tenho feito há muito tempo. O negócio é não duvidar do quão forte eu sou e do quanto posso suportar.

terça-feira, 2 de agosto de 2011


Ele: Ontem eu te vi de mãos dadas com outro cara. Ele era.. da hora. Mas ele segurava nas suas mãos de maneira errada e ele te deixou andar do lado de fora da calçada. Olha, eu sei que terminei com você falando que queria curti. E curti, curti muita fossa, muito choro e muita gente falando que eu era idiota. Eu podia ter feito você tão feliz. Eu deveria ter sujado sua boca com o sorvete, eu deveria ter pego você no colo e te jogado na areia da praia. Lembra quando você cortou o cabelo e eu não falei nada? Eu deveria ter falado que aquele corte te deixou mais linda, que quando o vento batia nos seus cabelos e você olhava para baixo eu tinha certeza de que queria ficar com você pra sempre. Eu não to mentindo, tentei por vezes criar coragem e vir até aqui. Me chama, vai, me chama de burro. Me chama de burro por não ter visto que seu sorriso era o mais lindo do mundo, por não ter visto a curva dos seus cílios quase tocando nas suas sobrancelhas. Me bate, vai. Me bate por ter feito você chorar. Vai, me bate. Por favor. Me faz lembrar que você adorava chocolate branco e eu só te comprava preto. Briga comigo por eu nunca ter usado a camiseta que você me deu, briga. Eu deveria ter segurado sua mão com força. Eu deveria ter beijado sua testa enquanto podia. Eu deveria ter aberto a porta do carro pra você. Todas as tardes que eu joguei videogame, eu deveria ter deixado tudo de lado e ter ido de ver sorrir. Aquele seu vestido azul, você sempre usava porque combinava com a cor dos meus olhos não é? E eu nunca percebi. Eu nunca percebi o jeito que você mexia os dedos um de cada vez e que aquele nada, era você explodindo de ciúmes. Eu nunca deveria ter largado sua mão para segurar o copo de bebida, nunca. Eu não quero que me desculpe, eu não mereço. Eu só vim aqui ver se você tava com alguém porque eu quero dar um soco na cara dele. Ta vendo? Eu sendo ridiculo de novo. Mas eu não consegui ver você segurar a mão de outro cara. Você apertou a mão dele igual apertava a minha? Mordeu a mão dele? Diz pra mim que você não montou nas costas dele e tampou os olhos, para brincar de cavalinho. Diz pra mim que ele ta te fazendo sorrir. Diz. Só me diz se ele te faz feliz. Olha, se você não me ama mais, tudo bem, pode pegar a vassoura e me expulsar da sua casa. Mas se você ainda lembra do dia que eu te joguei um travesseiro na cabeça, você me tacou o controle da tv porque mudei de canal, logo em seguida eu tirei nossas alianças do bolso, te pedi em namoro e você falou que não queria ser minha namorada e sim minha esposa, então por favor, se você lembra desse dia, se você lembra da sua blusa rosa suja de brigadeiro e seu bico de brava porque eu falei que a dançarina do Faustão era bonita, sorri pra mim, pela última vez, sorri pra mim. Eu juro que te esqueço, que não te pertubo mais e paro de mandar sms em todas as horas iguais, mas sorri pra mim. Deixa eu, pelo menos essa noite, dormir feliz por te visto você sorri. Eu vou embora… E me desculpe, eu não mereço nem seu sorriso.

Ela sorri: – Eu senti sua falta, mesmo você não merecendo nem minha raiva. Ele a beija.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011


Ela: Você devia arrumar uma namorada.

Ele: Você também.

Ela: Mais a pessoa que eu amo, acho que não me ama.

Ele: Porque você acha isso?

Ela: Porque ele nunca me disse.

Ele: E se eu te amar, você esquece esse sentimento por esse outro garoto?

Ela: Não posso.

Ele: Porque?

Ela: Porque esse outro garoto é você.

(É Fato)

quinta-feira, 21 de julho de 2011


Um dia eu sou diferente, no outro sou bem comportado,
Um dia eu durmo até tarde, no outro eu acordo cansado,
Um dia te beijo gostoso, no outro nem vem que eu quero respirar,
Um dia penso no futuro, no outro eu deixo prá lá,
Um dia eu acho a saída, no outro eu fico no ar
Um dia na vida da gente,
Um dia sem nada de mais...
Só sei que eu acordo e gosto da vida!!!
Os dias não são nunca iguais!

quarta-feira, 13 de julho de 2011


As vezes eu tenho vontade de largar tudo, sabe ? Passar uma tarde toda deitada, olhando pro céu, vendo as nuvens, ouvindo os pássaros cantarem. Tenho vontade de deixar todos meus problemas de lado, de esquecer tudo aquilo que um dia me fez mal, de me afastar de pessoas que não são verdadeiras, de passar uma tarde toda comendo aquilo que eu gosto enquanto assisto um dos meus filmes preferidos, de telefonar para amigos distantes, de me declarar pra quem eu realmente gosto, de dar uma de louca e sair dançando pela rua, de passar dias com meus amigos. É, as vezes eu tenho vontade de viver de verdade.

quinta-feira, 7 de julho de 2011


- Alô?
- Oi, não fala nada, só escuta. Sim, tenho plena consciência de que são 2:32 da manhã, ou melhor da madrugada, e que você odeia que te acordem. Sei também que você tá com o coração acelerado porque como sempre, o toque do seu celular é estridente. Mas olha, estou fazendo tudo isso por um bom motivo. Lembra da minha amiga, a Gabriela? Então, ela me apresentou um cara tão lindo, tão inteligente, alto, másculo, e que usa meias referente aos pares. Ele tem dois cachorros dóceis, e mora em um apartamento no centro de São Paulo que é ma-ra-vi-lho-so. Mas antes que você pense que eu liguei pra fazer ciúmes, eu liguei porque eu vim aqui pra sacada fumar, e comecei á chorar. Tava passando ” P.S: eu te amo ” na tv por assinatura, e sabe, eu lembrei de quando deitei no sofá com você, e reparei que você usava uma meia de cada par. Você chorou igual criança assistindo, até que aquelas suas duas cachorras monstras resolveram brigar por causa daquele bichinho de pelúcia verde, que você apelidou de melequinha. Olha só, que coisa estúpida, eu fumando. Fumando porque quero parecer mais cool e mais descolada, mas estou chorando porque lembrei que o melequinha era tão engraçadinho. Tá vendo? Eu sou uma burra. Mas você, você também é. Burro por me deixar ir embora, burro por não lutar por mim. Te juro que só mais um pedido para que eu ficasse, eu ficava, e ficava pra sempre! Mas você, como sempre, disse que eu já era grande demais pra decidir o que fazer da vida. Mas vida, que vida? Vida sem você? Não existe. O cheiro desse cara que a Gabi me apresentou é de perfume importado, você sabe o quanto sou tarada por perfumes. Mas eu largaria esse cheiro de Paris ou de banco de couro de carro novo, não importa, pelo seu cheiro de cebolas, após uma tentativa frustrada de um jantar romântico. Tô chorando mais ainda. Por que você não me pega no colo, diz á ele que sou sua, e me leva pra sua casinha meu indie hippie sei lá, que tem cheiro de lavanda, hein? Hein? Já se passaram 6 meses, vi suas atualizações nas redes sociais. Vi você começando e terminando relacionamentos como quem começa e termina uma barra de chocolate. E eu não falei nada. Quer dizer, até agora, porque você é um idiota, sabe que me ama e não faz porcaria nenhuma. Mas enfim, além de estar fumando e chorando, eu também tô bebendo. Bebendo muito, mas nem assim esqueço. Você sabe o quanto me faz falta ? Todos os poemas de Vinicius me lembram você, e os toques, os sorrisos, as piadas, são tão sem graça se não há você do meu lado, bagunçando meu cabelo e mordendo meu pescoço. Mas tá bom, tô falando demais, né? Você ainda tá aí? Tô falando tanto e nem reparei se a sua respiração tá no outro lado da linha
- Tô respirando sim (risos)
- (risos) Que bom então. Desculpa te acordar, te dizer tudo isso, na verdade, eu só tô um pouco cansada, esquece o que eu disse, eu nem gosto mais de voc …
- Que horas de busco?
- Agora.
- Tô indo, te amo.

Não pense no amanhã como se fosse um dia qualquer, pense como se fosse sua última oportunidade de dizer e fazer coisas que são importantes pra você, e que talvez possa fazer a felicidade de alguém mais, alguém que de algum jeito é especial. Não tente driblar o destino nem a felicidade, viva apenas sua vida, de um modo intenso porque os dias passam e o que nos resta são só lembranças de um dia, ou um momento, por mais curto que seja, mas que significou muito.

terça-feira, 28 de junho de 2011


Ela é do tipo que tenta não amar qualquer pessoa. Daquelas que carregam vários arranhões no coração e temem ao ouvirem um “eu te amo”. Ela não é fria, mas também não é quente. Ela é morna. Ela ouve, mas não acredita de imediato. Ela quer, mas não assume. Ela tem experiência quando o assunto é decepção. E as pessoas não entendem que ela é normal. Ela é uma garota que não quer ser machucada novamente; uma garota que sabe o quão dolosoro é descobrir que tudo não havia passado de um grande engano. Ela finge ser esperta, mas no fundo, ela pode ser chamada de “bobinha”. Ela não entende a facilidade que as pessoas têm em mentir. Ela mente, mas não para machucar um certo alguém. Ela mente pra ajudar um amigo, pra lutar por um amor, pra fazer as pessoas sorrirem. Ela é apenas mais uma garota cansada de acreditar em “para sempre” ditos da boca pra fora .

sexta-feira, 24 de junho de 2011


Eu só ouço fala que tudo irá dar certo. Mais quando? Quando que o meucoração irá tomar o rumo certo? Quando que eu tomarei o caminho certo para sair desse vazio, dessa solidão que me puxa a cada dia mais. Quando que essa faca irá parar de apunhalar o meu coração? Quandoque tudo irá começar a se encaixar no seu devido lugar?; Quando que será o dia que você olhara pra mim e dizer que é eu que você deseja? Quando eu vou parar de me importar? Quando eu irei ter uma noite de sono tranqüila,sem dor nenhuma? — Quando que você irá ver isso? Quando que você começara a ver que eu estou afundando num poço de solidão? Me diz, quando será que isso tudo começara a se encaixar..Perguntas e perguntas, dominam esse vazio,esse silencio em minha mente. A única coisa que tenho é perguntas.. E o pior,sem respostas..

quinta-feira, 16 de junho de 2011


"Eu sempre achei que a experiência é uma faca de dois gumes; você evolui a partir dela, mas algumas vezes ela te fere. Somente uma coisa é certa: você sempre aprende com ela. E isso é o que realmente importa."

Donald Trump .

terça-feira, 14 de junho de 2011


As coisas passam e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida .

segunda-feira, 13 de junho de 2011


É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou, perder a fé em todas as orações porque em uma não foi atendido, desistir de todos os esforços porque um deles fracassou. É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu, descrer de todo amor porque um deles te foi infiel. É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz porque uma tentativa não deu certo. Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras. Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força. Para todo fim um recomeço.

O Pequeno Príncipe.

domingo, 12 de junho de 2011


12 DICAS PARA FAZER UMA MULHER FELIZ:

1. Nunca diga que ela está gorda.

2. Sempre a faça rir.

3. Chame ela de burra, lerda, idiota, e depois diga que a ama.

4. Nunca fale mal de uma amiga dela.

5. Não minta para ela, diga que a ama, só se for verdadeiro.

6. Sussurre no seu ouvido coisas lindas.

7. Quando tudo estiver mal, beije-a e diga que tudo vai ficar bem.

8. Sorria para tudo que ela faz.

9. Seja você mesmo em todas as ocasiões.

10. Nunca trair a confiança dela.

11. Defendê-la a custo de tudo

12. Pegue na mão dela, depois de uma briga, e expresse seu arrependimento com os olhos

sábado, 11 de junho de 2011

Depois de um tempo a vida me forçou a não me importar mais com palavras, e sim com atitudes, pessoas se acostumam em fazer promessas e não se esforçam para cumpri-las, sem se preocuparem com as consequências para quem as ouvi. Atitudes valem mais que qualquer palavra, pois nem sempre palavras são verdadeiras, muitas pessoas as usam apenas para conseguirem o que querem, depois simplesmente esquecem, e as palavras se vão ao vento, pelo tempo, levando sentimentos não correspondidos.

quinta-feira, 9 de junho de 2011


“Eu sou feita de sonhos interrompidos, detalhes despercebidos, amores mal resolvidos. Sou feita de choros sem ter razão, pessoas no coração, atos por impulsão. Sinto falta de lugares que não conheci, experiências que não vivi, momentos que já esqueci. Eu sou amor e carinho constante, distraída até o bastante, não paro por instante. Já tive noites mal dormidas, perdi pessoas muito queridas, cumpri coisas não-prometidas. Muitas vezes eu desisti sem mesmo tentar, pensei em fugir para não enfrentar, sorri para não chorar. Eu sinto pelas coisas que não mudei, amizades que não cultivei, aqueles que eu julguei, coisas que eu falei. Tenho saudade de pessoas que fui conhecendo, lembranças que fui esquecendo, amigos que acabei perdendo. Mas continuo vivendo e aprendendo. "

Queria te roubar pra mim. Queria parar o mundo numa tarde do outuno e parar você, e ter você. E iria fazer tudo que eu não fiz. Iria refazer tudo que você gostou. Me projetar em teus sonhos, pra me sentir unicamente sua, definitivamente sua. Usaria meu cabelo do jeito que você gostava. Seria atrevida do jeito que você imaginava, desejava. O mundo parado, você com a cabeça no meu colo ia fazer planos para o futuro. E eu não permitindo transparecer meu desespero, desespero de congelar aquele momento, tentava respirar, ignorar o medo. Mas você logo ia perceber e me faria rir, faria promessas que com certeza não se cumpririam, mas me acalmariam, me sustentariam. E eu iria esquecer tudo, tudo que me cercava, tudo que acontecia. Minha concentração estava ali, com a cabeça no meu colo, e eu? tinha certeza que não precisara de mais nada. Só de você, pedacinhos de você.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer.
Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida. Foi apesar de que que parei na rua e fiquei olhando pra você, enquanto você esperava um táxi. E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mais é o corpo que eu quero. Mas quero inteiro, com a alma também. Por isso não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso. - Clarice Lispector

terça-feira, 7 de junho de 2011


Desculpa por te fazer ficar entre meu coração e minha razão.Desculpa por te fazer dizer “eu não posso”, desculpa por fazer tudo errado. Desculpa por, às vezes, me ceder ao tom da sua voz e por arrepiar com seu cheiro ou com sua respiração. Desculpa por não querer te soltar quando me abraça, mas no momento, nem eu mais sei o que se passa na minha cabeça. No momento anda tudo errado, tudo confuso e você anda sendo o único que consegue me tirar um sorriso verdadeiro dos lábios sem precisar se pintar de palhaço,apenas sorrindo você faz minha alegria transparecer pelos olhos. Apesar de distância que agora existe entre nós; olhar nos seus olhos todos os dias e segurar sua mão é o que anda me mantendo em pé.

Eu quero minha escova de dente ao lado da tua no banheiro, suas roupas misturadas com as minhas no guarda-roupa, seu cheiro na minha camiseta favorita. Acordar no meio da noite e ficar te observando dormir por horas, olhar seu rosto calmo, suspirar e me sentir a pessoa mais sortuda do mundo por simplesmente respirar o mesmo ar que você.Brincar com as suas mãos durante uma conversa séria, morder você quando sentir vontade e te mimar até você implorar para que eu pare. Te dar os apelidos mais bobos e infantis, escrever meu nome do lado do seu com um coração no meio dos dois, ficar horas no telefone contigo, nem que seja pra não falar nada, nem que seja só pra te ouvir respirar e depois discutir sobre quem vai desligar primeiro. Roubar o fone de ouvido da sua orelha e ainda reclamar da sua música, bagunçar seu cabelo pra te irritar. Fingir que vou beijar sua boca e desviar pra sua testa só pra ver a surpresa no seu rosto, rir de todas as suas piadas mesmo que elas não tenham graça ou sejam sobre mim. Deitar com você em um sofá numa tarde de domingo e falar sobre o nosso futuro, escolher o nome dos nossos filhos e decidir se vamos ter um cachorro ou não. (…) E se isso não é amor, eu não tenho ideia do que pode ser. Vinícius Kretek,

Eu te amo como se fosse uma criança que fica radiante ao ganhar um presente, como se fosse a chuva depois de uma seca, amo como a única certeza em meio a milhões de dúvidas, amo como a única coisa que me faz bem, como o meu último suspiro, amo como a melhor coisa do mundo todo, amo como se fosse a minha fonte de energia, amo como se tudo no mundo sumisse só por ouvir a sua voz, amo como se nada fosse capaz de me derrubar porque você está ao meu lado. Eu gritaria para o mundo inteiro que amo você, desafiaria as pessoas a encontrarem a felicidade que você me trás mesmo sabendo que elas nunca vão encontrar, pois é só você que me fornece isso.

Rodrigo Burger (lackofshameinface)



É como se eu estivesse presa, presa em paredes impermeáveis, como se elas não me privassem apenas do que há lá fora, mas privassem o que há aqui dentro. Como posso imaginar eu e você no nosso futuro se não faço ideia se é isso que você quer. Existe uma coisa que você sabe criar e perfeitamente dentro de mim, essa coisa é confusão. Você confunde todos os meus instintos e pensamentos, são conclusões sem efeitos e dúvidas inacabáveis. Ao mesmo tempo que tenho tudo bolado em mente, todos os passos e caminhos a ser dado, eles se desmoronam e desaparecem, afinal, o que alimenta toda a perspectiva dos meus desejos é você, e você não tem alimentado nada que venha de mim, tudo que eu crio morre, morre por você não cultivar, não cultivar o que nasce de mim e envio pra você. Tudo por você deixar a embalagem que continha meu coração cair ao chão e nem perceber ter a derrubado. Precious Illusion.

domingo, 5 de junho de 2011


Não acontece com frequência, talvez a frequência acabe com o desejo de tê-lo. É difícil de explicar, acredito que seja uma percepção aumentada de tudo à sua volta. Tudo tem um valor único, seus próprios passos, o chão, a textura, o cheiro, as lembranças e os desejos. Pode ser que apenas eu tenha essa sensação, acontece raramente, é uma conexão entre a vida interna e a externa. Sei que soa estranho pensar dessa forma, mas a vida é assim. Estranho e confuso, viver é isso, sentir tudo a sua volta quando às vezes o que mais queremos é parar de sentir.

Robert Amorim’


Ás vezes na vida aparecem oportunidades das quais não podemos abrir mão. Momentos dos quais pensar demais pode ser um erro, e arriscar é a única alternativa. Hoje amadureci a idéia de me mudar temporariamente para investir no meu futuro, não que eu queira voltar a morar em minha cidade natal, mais como uma necessidade de ser aquilo que eu sempre quis decidi ir em frente e embarcar nessa nova aventura onde viver é descobrir as respostas.

quinta-feira, 2 de junho de 2011


“Me mande mentalmente coisas boas. Estou tendo uns dias difíceis mas nada, nada de grave. Dias escuros sem sorrisos, sem risadas de verdade. Dias tristes, vontade de fazer nada, só dormir. Dormir porque o mundo dos sonhos é melhor, porque meus desejos valem de algo, dormir porque não há tormentos enquanto sonho, e eu posso tornar tudo realidade. Quando acordo, vejo que meus sonhos não passam disso, sonhos; e é assim que cada dia começa: desejando que não tivesse começado, desejando viver no mundo dos sonhos, ou transformar meu mundo real num lugar que eu possa viver, não sobreviver.”

(Caio Fernando Abreu)

quarta-feira, 1 de junho de 2011


“É estranho quando as coisas simplesmente têm de terminar. No início você briga, chora, faz drama mexicano. Então percebe que é cansativo demais manter esse jeito de levar as coisas. Acostume-se… Não que pare de doer, mas que cai no seu entendimento que às vezes perdemos algo e não há solução. No fim você coloca um sorriso no rosto e finge que é sincero, até que a vida o faça realmente ser.”

Caio Fernando Abreu

terça-feira, 31 de maio de 2011


Chegou a hora de crescer, amadurecer e dar-se conta de que a vida não espera por você. A vida tem um ritmo, você não pode ficar sentado e vê-la passar, apenas pode sorrir pra ela e deixar-se levar.
Viva cada segundo como se fosse o último. Viva de tal forma que anseie voltar a viver. Não pare perante os momentos difíceis, eles vão ajudar você cumprir sua missão de ser e fazer feliz.
Chegou a hora de pensar nos outros, de sonhar, perdoar, e deixar seu ego para trás. Sua vida tem um ritmo, sem mapa nem direção, apenas seja paciente e siga o ritmo do seu coração,viva cada segundo

Ele era maconheiro. Sim, era!Encontraram inúmeras espécies de piolho na sua cabeleira.Sim, encontraram!Mas ele tinha uma mente revolucionária e mudou a história do seu povo.Seu legado permanece vivo até hoje, motivando-nos a lutar por melhoras enquanto muitos dos homens- que fumam os melhores charutos,usam os melhores perfumes responsáveis pela administração de uma nação carente,são porcos hipócritas e mesquinhos que não valem sequer os piolhos da cabeça de Bob.

segunda-feira, 30 de maio de 2011


Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa.
Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera.
Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é?
A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas?
A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar.
Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera?
E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará.
A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente.
Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.

sábado, 28 de maio de 2011


E por alguns instantes agradeço a minha mente , pois nela que consigo imaginar coisas que são quase impossíveis de acontecer , pois somente nela consigo enxerga nós dois juntos sem ninguém pra impedir que sejamos felizes , mas depois desses perfeitos instantes vem o pessimismo : é era tudo só pensamento e a realidade ficou totalmente de fora de tudo que era bom , e passa a ser cruel e injusta comigo , mas não chamo isso de sofrimento e sim de experiência , pois já passei por isso inúmeras vez e todas ela disse : mas com ele é diferente , sim mas todos são diferentes , alguns são o sorriso , outros o papo , e você foi o melhor de todos : o olhar , é, sempre este teu olhar está presente aqui , pois é minha mente sempre aqui idealizado coisas que por alguns milésimos de segundo acontecem , mesmo que seja somente na minha mente. - MoniereA.

Caio Fernando de Abreu disse: Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera? E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.

sexta-feira, 27 de maio de 2011


Noite passada eu chorei. Por tudo o que não fomos. Por tudo o que deu errado. Por todos os sonhos sonhados. Por toda a ilusão criada. Por cada palavra falsa. Por todo ‘eu quero’ fraquejado. Por valores não dados. Por cada sorriso armago. Por cada minuto perdido. Por te me perdido. Por cada tarde monótona. Por cada noite sofrida.
Chorei pelas pessoas necessitadas. Por essa sociedade tão injusta. Por pensar em mim, quando deveria pensar em quem mais precisa. Por lembrar de deus só nos momentos dificeis. Por não frequentar sempre sua casa.
Chorei pela fome de muitos. Pela cobiça de todos. Chorei pela guerra do dia-a-dia. Chorei até o estoque de lágrimas se acabar. Chorei até o coração se acalmar.

Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, seja para chorar ou para ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo.

coisasquenãotefalei: É, pessoal, não tem jeito


coisasquenãotefalei: É, pessoal, não tem jeito: "Relacionamento a gente constrói. Dia após dia. Dosando paciência, silêncios e longas conversas. Engraçado eh que quando a gente pára de acreditar em “amor da vida”, um amor prá vida da gente aparece !"

quinta-feira, 26 de maio de 2011


Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama.“

Sabe qual o meu problema ? É acreditar sempre nas pessoas, é não saber dizer não quando é preciso. É sempre perdoar as pessoas que me machucam. É sorrir quando estou triste por dentro, é chorar por pessoas que não merecem e amar quem não merecia ser amado. É sempre dar uma segunda chance, para alguém que não merecia nem a primeira. É tentar ser a melhor pessoa do mundo, é tentar ajudar a todos ao mesmo tempo, e esquecer de mim mesmo. Meu problema está nas menores coisas possíveis, mas que sempre me machucam muito, e parece que eu nunca aprendo.

quarta-feira, 25 de maio de 2011


Não vivi por décadas, não experimentei tudo o que está/estava ao meu alcance, não conheci todas as pessoas, não fiz grandes realizações e nem vivi o bastante para querer ensinar alguém. Mas tudo o que passei até hoje me ensinaram coisas, coisas que me fizeram crescer, mudar, pensar e viver diferente. Aprendi que teorias são perfeitas, que no papel as soluções se concretizam, porém, eu experimentei a realidade, a prática, senti na pele e conclui que teorias são apenas teorias, bobas, sem sentido, utópicas.. Aprendi que vale a pena chorar sim, lágrimas não trazem soluções, mas chorar é o momento em que a dor que está embutida lá dentro do coração sai. Aprendi que qualidades não me fazem felizes, que elas só servem para serem postas em um pedestal e admiradas apenas pelos pais. Aprendi que sonhos realizados não são grande coisa, depois que realizados não fazem diferença, apenas acontecem, passam, e não voltam mais.

As coisas passam e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida .

por todas as vezes que você me apoiou, por todas as verdades que você me fez ver. por toda alegria que você trouxe, por todos os erros que você fez certo. por todos os sonhos que você fez tornarem-se reais. por todo amor que encontrei em você. você me viu através de tudo isso. foi minha força quando estava fraca, minha voz quando não podia falar, meus olhos quando não podia ver. você viu o melhor em mim. eu sou tudo que sou, porque você me amou. você me deu asas e me fez voar, você tocou minha mão, eu toquei o céu. meu mundo ainda pode ser melhor por sua causa. você esteve sempre aqui por mim, porque isso mudou ? você me faz falta. você me faz sonhar, me faz chorar.

terça-feira, 24 de maio de 2011


Ser forte ver a pessoa amada com outra e rir com os olhos cheios de lágrimas. É amar alguém em silêncio. É deixar-se amar por alguém que não se ama. É consolar quando se precisa ser consolado. É saber esperar quando não se acredita mais no retorno. É elogiar quando se tem vontade de maldizer. É manter-se calmo mesmo no desespero. É fazer alguém feliz mesmo com o coração em pedaços. É ter fé naquilo que é difícil de acreditar. É tentar perdoar alguém que não merece perdão. Ser forte é, enfim, viver quando já se sente estar morto. Por isso, por mais difícil que seja a vida: ame-a, seja forte.

sexta-feira, 20 de maio de 2011


Estar sozinha é não suportar ouvir a palavra solidão porque ela faz sentido. E o sentido dela dói demais. Estar sozinho é ter uma risada nervosa, de quem segura um grito e um choro enquanto ri. Um riso falso para se convencer de que é possível ficar sozinho sem ficar deprimido. Estar sozinho é usar roupas provocantes sem se sentir sexy com elas. É conferir a caixa de e-mails com uma freqüência que beira a compulsão. É chorar do nada. É acordar do nada.

(Tati Bernardi.)


Já coloquei a música que me fazia mal e fechei os olhos, lembrando de tudo que estava me corroendo… só pra chorar, na esperança de tudo aquilo passar.

Caio Fernando A.

quinta-feira, 19 de maio de 2011


Frágil – você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protejam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra. Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo. Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos começa a passar.

Caio Fernando Abreu
EU TE AMO E NUNCA MUDA .

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Fora tudo o que guardei de você, me restou a consideração que você guardou por mim. Finjo que aceito suas considerações mas é apenas pra ter novamente o segundo. Como o segundo do meu nariz na sua nuca quando consigo, por um segundo, te abraçar sem dor. O segundo do seu nome na tela do meu celular. O segundo da sua voz do outro lado como se fosse possível começar tudo de novo e eu charmosa e você me fazendo rir e tudo o que poderia ser. O segundo em que suspiro e digo alô e sinto o cheiro da sua sala. Então aceito a sua enorme consideração pequena, responsável, curta, cortante. Aceito você de longe. Aceito suas costas indo.

terça-feira, 17 de maio de 2011

TEXTO ESCRITO POR UM GAROTO!


Mulher já nasce formada em direito, só pode. Eu não consigo ganhar seja lá uma discussão e até uma guerrinha de cócegas. Você tem o grande talento de ser dramática, faz um bico e a eu simplesmente me entrego, “Ok você venceu”. É irônica, você me mata com esse sorriso de lado. É teimosa, fala “não” por puro prazer. Finge de boba, eu falo, falo e falo e você só responde “Uhum. Já acabou?”. Me seduz, me beija de um jeito que parece que estar nas nuvens e depois fala que sou incrível, mas logo depois rir e pergunta se eu cai mesmo. Você é complexa, nada pela metade, gosta do exagerado e não se satisfaz com pouco. Possui um lindo rosto de menina, mas com completas atitudes de mulher. Um poucolouca do tipo ”vai que dá certo” mas sabe onde quer chegar. Você sabe ser sexy sem ser vulgar e beber todas sem descer do salto 15 ou borrar a maquiagem. Chata, irritante, orgulhosa, você acha que está sempre certa e nunca dar o braço a torcer. Fica mal humorada do nada e naTPM parece um vulcão e erupção. E sabe de uma coisa? Você possui todas as imperfeições de uma garota perfeita … E eu amo isso tudo em você.

- Acho que nem importa mais. Nã sei se eu quero, talvez eu nem precise. Mas tem insegurança batendo aqui dentro, tem algo faltando mais ao fundo, tem sangue correndo em mim, e só eu consigo sentir isso... ainda me falta quem venha aqui e sinta a velocidade dos meus batimentos, e decifre por debaixo da pele os motivos que me fazem viver, e que esse alguém se torne um desses motivos. É, talvez seja isso, eu gosto das coisas do meu jeito, mas isso impede muita coisa. Então continuo aqui, com a veia quieta, sangue passando, e nada mais. E no frio meus sentimentos congelam, minhas esperanças se vão, e minha voz se cala. O que mais eu posso dizer?O que mais eu posso querer? O que eu quero ou preciso ... existe? Porque talvez eu seja um conjunto de dúvidas, aglomeradas, se esbarrando umas nas outras, sem rumo, e nenhuma resposta pra ser encontrada no caminho. Porque talvez seja preciso tempo, e cheguei a uma conclusão: tive tempo demais, e nada. E mesmo que ninguém entenda, está aqui, mais um pedacinho de mim.